top of page

O que aconteceu na Vokuim em 2022?

Como costumeiro das tradições de final de ano, a Vokuim também realiza uma breve retrospectiva com alguns dos trabalhos mais importantes que desenvolveu ao longo de 2022! Vem conferir com a gente?



Making Off da 2ª temporada da websérie Raízes


A Vokuim inicia o janeiro de 2022 abrindo um edital que redistribuiu recursos da Lei Aldir Blanc para 30 artistas atuantes no território. Nele foi concedido um prêmio por reconhecimento pela trajetória cultural dos fazedores e fazedoras da cultura, artistas, artífices, artesãos, mestras e mestres de ofício, grupos, agentes culturais, juventude, coletivos e instituições artístico-culturais atuantes no território rubinense. No ano de 2021, com o edital estadual para credenciamento de pontos de cultura, a Vokuim realizou o edital de microprojetos que beneficiou a comunidade cultural em três modalidades: artistas, estudantes e mestres de ofício. A Websérie Raízes foi uma idealização da Vokuim para registro e prestação de contas das premiações realizadas pela entidade.


Já em 2022 tivemos uma premiação para o desenvolvimento de uma pesquisa sobre a Rede Mineira de Pontos de Cultura, da qual a Vokuim é membro, ou seja, a instituição investiu parte de seus recursos emergenciais em uma ação pelo bem de todo o Estado e do país, tendo em vista a importância de manter relatos atualizados sobre o desenvolvimento dessa política de base comunitária. A Vokuim, portanto, conseguiu entregar para sua comunidade, região e estado um resultado relevante para o desenvolvimento econômico, a cidadania e a formação simbólica. Além dos números que os relatórios podem apresentar, o caráter cultural da atuação da organização se expande além fronteiras e demonstra que cada ponto de cultura do estado é como o nó de uma grande rede capaz de superar suas necessidades e ampliar o horizonte. A relevância territorial da Vokuim, por isso, é nacional, pelas articulações e exemplaridade de sua atuação.


Ainda em janeiro continuamos a publicar novos episódios da websérie Raízes. Ao fim do último episódio, foram gravados 1300 minutos com mais de 40 personagens da série, resultando em 240 horas assistidas pelo nosso público. Isso significa que a websérie obteve mais de 60 mil visualizações, alcançando mais de 70 mil pessoas em vários países além do Brasil, como Portugal, Estados Unidos, Irlanda, Canadá, Espanha e Países Baixos.


Já em fevereiro, recebemos o “Mulher apoia mulher: em rede para construir o bem viver!”, que debateu sobre ciclos de violência contra a mulher no baixo Vale do Jequitinhonha e as formas de enfrentamento e prevenção, com a presença de parceiras do movimento no Vale: Aline Ruas (assistente social), Luziete Rodrigues (Coordenadora do Fórum de Enfrentamento a Violência Contra as Mulheres do Baixo Jequitinhonha e Agente da Comissão Pastoral da Terra) e Evany Andrade (Integrante da comissão do Fórum de enfrentamento a violência contra as mulheres do Baixo jequitinhonha e Presidente da associação da Comunidade Brejão no município de Almenara).



Registro do Fórum da Mulher do Vale do Jequitinhonha


Em março a Vokuim recebeu o 1° Encontro de Capoeira do Grupo 100%. Organizada pelo Instrutor Kaique Fernandes, professor de capoeira da Vokuim, o encontro contou com a presença do mestre Ferradura de Porto Seguro. Nossas crianças receberam as calças - adquiridas por meio da doação de nossos apoiadores - e a corda referente à sua graduação na capoeira.


Em abril demos início à campanha #Vokuimdecasanova para arrecadarmos fundos para a construção da nova sede. Desde então, realizamos diversas ações para arrecadar o valor necessário à construção. Além da Vakinha online e das doações pelo PIX, também realizamos a venda de marmitex de feijão tropeiro, rifas e leilões.



Projeto arquitetônico da fachada da nova sede da Vokuim.


Também em abril estabelecemos uma parceria com o Projeto Abril Cultural que recebeu a artista plástica e galerista Gilda Queiroz e a atriz Clébia Vargas. O projeto foi uma iniciativa do vereador Romário Rodrigues e contou com apoio da Prefeitura Municipal por meio das Secretarias de Cultura e de Assistência Social e da organização Vokuim. Crianças de Rubim e do assentamento Jerusalém participaram de oficinas de pintura em tela, focadas na cultura popular.


Em setembro elegemos a nova diretoria da Vokuim e aprovamos algumas alterações importantes em nosso Estatuto. Para conferir, acesse a aba “Transparências” em nosso site. Ainda em setembro a Banda Jovem Idelbrando Santana apresentou-se na 3ª Feira de Agricultura Familiar de Itapiru, distrito de Rubim.


Em Outubro a Vokuim organizou o I Seminário Inclusão e Diversidade para discutir novas políticas de inclusão para grupos minoritários no território de Rubim. Promovemos o “dia de lazer” para nossos alunos e alunas para celebrar o Dia das Crianças e a importância do brincar, na sede da AABB de Rubim. Também a partir de outubro a Vokuim recebeu, em parceria com a AIC, as oficinas da Rede Patrimônio Criativo e Colaborativo, com cursos de comunicação de base comunitária para jovens da cidade.


Já a partir de novembro passamos a oferecer a Oficina de Canto Coral para crianças, jovens e adolescentes, ministrada pela professora Cláudia Rizzo. Em clima de Natal, realizamos em dezembro o Festival de Fim de Ano da Vokuim. Além do concerto da Banda Jovem Idelbrando Santana e da cantata de natal com nosso coral, também tivemos apresentações de Capoeira e Maculelê, com os alunos da Vokuim e da Associação dos Artesãos de Palmópolis, além da participação especial das Cirandeiras de Palmópolis.



Apresentação da Banda Jovem Idelbrando Santana no

Festival de Fim de Ano da Vokuim.


Para nossa entidade, 2022 foi um ano de muito trabalho e também muitas conquistas. Esperamos construir, em 2023, um ano ainda mais próspero para as crianças, adolescentes e jovens de Rubim.


Desejamos a você e a sua família um Ano Novo repleto de alegria e realizações.


Que venha 2023!


Comments


bottom of page